sexta-feira, 22 de agosto de 2008

untitled




... estou mais uma vez aqui no meu quarto sombrio tentando descobrir o porque de eu não chegar a conclusão alguma,
pensando nas varias maneiras que posso encontrar para que essa conclusão seja simples o bastante para que então eu possa ignorar o que sinto e até mesmo o que não sinto, este sentir que não é de pureza e intensidade benevolente,
mas de apenas saber que meu mundo de cristal foi atacado,
ou melhor que minha fortaleza de indiferença e maldades toma conta de mim de tal forma que é preciso me esconder mais ainda dentro daquilo que luto para ser,
e não tenho vergonha de ser...

Alguns lutam para salvar suas almas da solidão e da completa escuridão,
eu luto pelo dia em que ficarei completamente só,
sem ter de me preocupar em ter de ser realmente cruel com alguém,
sem saber se há alguém com quem eu deve-se me importar pelo simples fato dela se importar.
Este é meu destino,
não me interponho contra ele,
não luto pelo que é certo,
luto por aquilo que me proponho a ser e se a consciência não foi suficiente para mim,
não quer dizer que eu não a queira do meu lado para sempre,
só não quero que as duvidas continuem pairando no ar...

só espero que eu não queira ter duvidas apenas por saber que ela não me deixa ser aquilo que eu quero ser, ou talvez porque mesmo que eu deixe a dúvida ir ela sempre estará em mim...

2 comentários:

Dyla Chaos disse...

gente, esse post me deixou boquiaberta...mto bom msmo!!!
parabéns Darth Amestra,vc sabe msmo escrever!!

anita disse...

Vc esta totalmente pronto...vou comprar seu livro e quero altógrafo rsrsrrssó não consegui saber quem é ela...tá tudo lindo...parabéns...